Play! na Curiosidade: Mirabilandia Pernambuco

 Estamos de volta com mais uma edição das nossas publicações especiais, o Play! na Curiosidade. Dessa vez, vamos falar sobre um grande empreendimento brasileiro: o Mirabilandia Pernambuco, único parque de diversões fixo do Nordeste do Brasil. Aqui, você poderá acompanhar um pouquinho de toda a história desse atrativo já tradicional localizado na cidade de Olinda, no estado de Pernambuco. Vem com a gente!


 O Mirabilandia Pernambuco, que possui uma área de 57 mil metros quadrados, faz parte do Grupo Peixoto, uma empresa que também é responsável pelos principais parques itinerantes do nordeste: American Park, Universal Park e Fiesta Park. Foi esse mesmo grupo que, em 2002, adquiriu o empreendimento que tinha outro nome: Playcenter Pernambuco

 Isso mesmo! O Mirabilandia teve seu início no Grupo Playcenter, do reconhecido empresário Marcelo Gutglas, no ano de 1994. Até 2001, o parque fazia parte do plano de expansão da marca Playcenter pelo Brasil, que participou do surgimento de outros grandes complexos nacionais na década de 90. Essa compra foi feita juntamente a um grupo italiano, detentor da marca Mirabilandia, que participou do início dessa nova era no ano seguinte.

 Para quem visita o parque hoje, ainda é possível encontrar em alguns lugares do empreendimento os resquícios da era Playcenter Pernambuco. Experimente visitar o Mirabilandia Pernambuco hoje e olhe atentamente aos arredores para, muito provavelmente, se deparar com algum desses rastros nostálgicos! Veja:

Opa! Acho que reconheço de algum lugar...
 E essa ligação ao seu passado não para por aí! As atrações Ciclone, Saltamontes, Trem Fantasma, Matterhorn e Auto Pista, que hoje constam no quadro de operações do Mira, já estavam divertindo muitos visitantes antes mesmo do Grupo Peixoto assumir em definitivo o empreendimento. Juntaram-se a estes clássicos, logo no início da era Mirabilandia Pernambuco, atrações como o Megadance (inaugurado em 2002), além do Discovery em 2003. Em seguida, em 2006, depois de ficar algum tempo fechado, o local reabriu para o público com muitas novidades! Foram elas: Kamikaze, Dragão e Over The Top, sendo o último, o único no Brasil até hoje.

 Em 2007, o parque começou a reformar duas atrações que iriam compor o quadro de passeios radicais no parque: primeiro, o Mixer, do antigo Playcenter (SP); segundo, a antiga Montanha Espacial, atualmente chamada de Super Tornado, que operou no Tivoli Park (RJ) por mais de 10 anos. Em seguida foi transferida pro Luna Park, mas não chegou a ser erguida.

Montanha Espacial - Tivoli Park
(c) Gustavo Queiroz - Montanha Espacial em operação em 1991.
 Depois de desativado, o passeio ficou por muitos anos exposto à natureza e suas peças estavam num estado precário. Mesmo com a constatação da fabricante, que dizia que não seria possível restaurá-la, a equipe de manutenção do Mirabilandia topou o desafio e conseguiu recuperá-la, deixando a própria Vekoma surpresa com tal façanha. No ano seguinte, no dia 13 de dezembro de 2008, o Mirabilandia inaugura o que hoje é o carro-chefe do parque: a Super Tornado. Com dois corkscrews, 350 metros de extensão e uma velocidade de 60km/h, a antiga Montanha Espacial ainda é uma das maiores montanhas russas do Brasil.  

Lisa Scheinin
 Mas se você acha que o parque parou de nos surpreender aí, está errado. Nos anos seguintes, trouxe ainda mais atrações únicas para compor o quadro de operações do empreendimento. Em 2009, o parque inaugurou o Mixer, que operou no empreendimento por alguns anos até ser vendido para o Nicolandia, em Brasília (DF).

 Ainda no mesmo ano, o parque passou a realizar eventos âncora como Natal Solidário e Balada Mirabilandia. Em 2010 foi o ano que o parque solidificou seu nome em terras nordestinas trazendo mais atrações radicais para compor sua lista de passeios com a inauguração do Move It, Xtreme e do Chaos, todos eles abertos ao público no mesmo ano.




 Após operar por alguns anos, o Chaos foi parar no Golden Park (hoje o Fiesta Park) e o Xtreme foi para o Playcenter, em São Paulo, ficando por lá até os últimos dias de funcionamento do parque, que encerrou suas atividades em 2012. A atração Polvo entra como novidade de férias em 2011 e diverte a família toda durante todo o resto do ano. Além disso, não podemos esquecer do grandioso Thunder, que desembarcou em terras nordestinas em 2012, enviado diretamente da sede da fabricante Technical Park. Ele continua, até hoje, sendo o segundo de seu modelo em território nacional, com uma iluminação de LED já tradicional das atrações do Mirabilandia e é uma das atrações radicais mais procuradas pelos visitantes.

 Nos anos seguintes, o parque pernambucano também adquiriu uma roda panorâmica de 36 metros de altura, realizou eventos incríveis como o Baile das Princesas, Halloween Music, Magic Beats, Balada dos Monstros, além de dar continuidade a eventos âncora como o Natal Solidário, que recebe mais de 3 mil crianças carentes todos os anos e arrecada toneladas de alimentos não perecíveis, a Balada Mirabilandia, que até hoje traz inúmeros visitantes que buscam adrenalina e diversão com uma mistura de muita música eletrônica e, ainda, a Hora do Terror.

 Hoje, o parque soma 28 passeios, desde os mais tranquilos, como a montanha-russa já citada anteriormente, a Dragão, até os mais cheios de adrenalina, como é o caso do Thunder, fabricado pela italiana Technical Park, além da clássica Super Tornado, montanha-russa raríssima fabricada pela Vekoma que chegou muito perto de virar sucata, como já citado mais acima nesta publicação.


 CURIOSIDADE: A roda-gigante do Grupo Peixoto, de 36 metros de altura, com iluminação de LED, costuma dar as caras nos principais eventos que ocorrem pelo Brasil, como, por exemplo, o Lollapalooza, Villa Mix Festival, Rock in Rio e demais. Se você já curtiu algum desses eventos, provavelmente já se deparou com essa linda atração.


 Não contente em explorar a adrenalina que existe em cada um de nós, o Grupo Peixoto queria também desenvolver nossos medos em uma super produção que passou a acontecer anualmente num período específico do calendário do parque: claro que estamos falando da Hora do Terror! 

 Desde o primeiro ano de funcionamento do empreendimento, o evento é a época mais esperada pelos fãs do parque durante o ano. Com início (geralmente) no mês de Outubro, o terror toma conta de todo o parque durante a noite, com diversos personagens caracterizados e, claro, os tradicionais labirintos espalhados pelo parque em pontos estratégicos. 


 Abaixo, você confere a lista completa de todos os temas abordados na grandiosa Hora do Terror desde seu início, em 2002! Já teve a chance de curtir alguma delas?

TEMAS - HORA DO TERROR

2002: Psicose
2003: Pesadelo
2004: Portal Macabro
2005: Fim dos Tempos 
2006: Mistério das Ilusões 
2007: O Enigma
2008: O Desconhecido 
2009: O Segredo do Tesouro
2010: Vampiros & Lobisomens
2011: Jogada Fatal
2012: Cidade Fantasma
2013: Contos de Terror
2014: Sanatório: Medos do Subconsciente
2015: Medos 
2016: Imortais
2017: Halloween: A Festa
2018: Império 

(c) Hora do Terror Fãs - Cartazes de divulgação das edições de 2004 e 2003, respectivamente.

"MAS, AFINAL, E O NOVO TERRENO DO MIRABILANDIA?"

 Não, nós não esquecemos dele. Desde 2012, toda a equipe do Mirabilandia vem passando por uma série de obstáculos envolvendo o seu terreno atual, em Olinda, e seu novo terreno, localizado em Paulista, para onde o parque deve ir nos próximos anos, com muito mais espaço, novas possibilidades de expansão e, claro, as novas atrações que seguem armazenadas no depósito do empreendimento já há algum tempo. 

 Entre elas, podemos citar a icônica Monte Makaya, adquirida do falecido Terra Encantada (RJ). Esse passeio foi fabricado pela suíça Intamin e até hoje é a detentora do maior número de inversões da América Latina, já que a montanha-russa de 10 inversões adquirida pelo Hopi Hari não chegou a ser montada. Além disso, temos também a atração aquática Waimea, ex-Playcenter (SP) e um Flying Carousel (conhecido popularmente como "Chapéu Mexicano"). Todos esses passeios seguem, por tempo indeterminado, armazenados no terreno atual do parque pernambucano aguardando o momento certo para serem montados no novo local que deve receber o empreendimento em breve.

 Esse impasse acontece desde 2010/2011, quando o parque recebeu o pedido de despejo para se retirar do terreno ao lado do Centro de Convenções, em Olinda, onde opera até hoje. Devido a uma série de pontos burocráticos envolvendo o novo terreno, 25 vezes maior que o atual, isso vem se arrastando até os dias atuais e, consequentemente, impedindo/postergando uma série de investimentos que o Grupo Peixoto tem em mente.

Confira o andamento do caso em ordem cronológica:

2010 -  Mirabilandia anuncia expansão e pressiona governo
2011 -  Mirabilandia tem problemas com seu terreno atual
2012 - Mirabilandia busca apoio para continuar em Pernambuco
2013 - Mirabilandia se tornará o maior parque de diversões do Brasil
2015 - Mirabilandia será transferido para Mata do Ronca, em Paulista, na BR-101
2016 - Mirabilandia continua no mesmo lugar por pelo menos mais um ano
2017 - Paulista proibida de emitir licença ambiental para o Mirabilandia
            Obras em Paulista ainda sem definição
2018 - Paulista atrai novos empreendimentos
         
 Para os mais curiosos, fizemos um GIF/vídeo mostrando os avanços nas movimentações do novo terreno, assim como uma projeção ilustrativa do projeto do Novo Mirabilandia no local em questão. Vale lembrar que, no final de 2017, o parque entrou em um novo entrave, o que paralisou momentaneamente as obras. No entanto, parece que elas já foram retomadas e agora seguem normalmente. Confira:


Imagem mais atual que se tem disponível no Google Maps
Peças da Monte Makaya armazenadas

                              "MAS E A SKY MOUNTAIN?"

 Deixamos ela pro final justamente por se tratar de algo que também tem seu futuro incerto. Como você já acompanhou em nosso especial sobre a Giant Inverted Boomerang, a Sky Mountain, nome dado pelo Mirabilandia a montanha-russa, tem destino ainda não confirmado. No ano passado, diversas negociações entre o Hopi Hari (SP) e o parque pernambucano se iniciaram numa tentativa do Mira vender o passeio. No entanto, devido a uma série de burocracias nesse processo que não é nada fácil, não se sabe ao certo se as negociações ainda estão, de fato, ocorrendo, ou se a atração continua nos planos do novo parque em Paulista - PE

 Se continuar no Brasil, quando inaugurada, a Sky Mountain se tornará a montanha-russa mais alta e rápida da América Latina, atraindo muitos olhares para o parque que a montar, sem dúvidas. Porém, devido ao grande tempo desativada e à exposição às condições climáticas, seu custo de recuperação e montagem podem acabar não valendo a pena no final. Nós seguimos ansiosos por uma decisão final envolvendo essa grande atração em terras tupiniquins.

(c) American Coaster Enthusiasts - Dejà Vu



 Apesar de tantos altos e baixos na história por trás do Mirabilandia Pernambuco, não temos dúvidas de que o parque tem um futuro próspero e que deve surpreender o país se tornando um gigantesco empreendimento do setor de parques. Desde sempre trazendo o que há de mais tecnológico e novo para os visitantes, o Grupo Peixoto parece não ter limites quando estamos falando do parque nordestino.

 Estamos muito ansiosos para começar a  acompanhar esse processo de transição do terreno atual para o novo, que deve começar num período não tão distante. Desde sempre, nossa equipe torce muito para que todos os entraves sejam resolvidos da melhor maneira possível e que, desse modo, o caminho do Mirabilandia esteja livre para desenvolver todo seu potencial e se destacar ainda mais no setor de entretenimento brasileiro.

Postar um comentário

0 Comentários